Passagem de nível de madeira
Texto: José Balan Filho
Fotos: José Balan Filho, exceto quando indicado
Data: 13/07/2012
Passagem de nível de madeira
Este tutorial mostra como fazer passagens de nível com madeira entre os trilhos.
CUIDADOS ESPECIAIS
Atenção na hora de usar o estilete
Palavras chaves: passagem de nível, detalhamento
Nível de dificuldade: fácil
Tempo de execução: 30 minutos
Lista de materiais:
  • Lâmina de madeira balsa de 1,5 mm
  • Cola de cianoacrilato (Super Bonder ou similar)
  • Pó Xadrez marrom
  • Álcool
Lista de ferramentas:
  • Régua metálica
  • Estilete
  • Ponteiro ou prego fino
  • Pincel macio
Introdução
Passagem de nível de madeira

Passagem de nível de madeira

Passagem de nível de madeira
Nas ferrovias, a maioria das passagens de nível utiliza trilhos paralelos aos trilhos principais. Existem também com asfalto, concreto, paralelepípedos. E há as de madeira, que eram mais comuns no passado. (As imagens acima são de autoria desconhecida. A primeira é de Mauá, SP; a segunda, dos Estados Unidos; a terceira, de uma pintura no Reino Unido.)

Por isso, existem diversas formas de fazer essas passagens. Pode ser com lâminas de estireno, com massa acrílica, com cimento, com epóxi , etc., etc. Mas vou explicar como faço com lâminas de madeira balsa, facilmente encontrada em lojas de modelismo.
Confecção
Passagem de nível de madeira
Inicialmente faça um gabarito para cortar todas as lâminas da mesma largura e comprimento. Nessa minha passagem de nível o comprimento era de 7 cm, uma rua estreita, portanto.

O espaço disponível entre trilhos é de 16 mm. Como a espessura do flange é de menos de 0,5 mm, temos de cobrir com madeira (pranchas) aproximadamente 15 mm entre os dois trilhos.

Como vou usar 4 pranchas, determinei uma largura de 3,5 mm para cada prancha.

Com a ajuda do gabarito, faça quatro ''pranchas'' de 7 cm. A madeira balsa é muito dócil ao estilete, portanto extremamente fácil de ser preparada.
Passagem de nível de madeira
Pegue 3 lâminas compridas (7 cm) e corte-as ao meio (3,5 cm).
Passagem de nível de madeira
Na sequência, pegue a prancha de 7 cm que sobrou e faça quatro pedaços de 1,75 cm.
Passagem de nível de madeira
Junte todos os pedaços — 6 de 3,5 cm e 4 de 1,75 cm — e coloque-os numa solução de pó Xadrez marrom com álcool. Deixe por aproximadamente 5 minutos. O uso do álcool é para facilitar a secagem. Tire as pranchas da solução e seque-as com toalha de papel ou guardanapo.
Passagem de nível de madeira
Em seguida vá colando as pranchas no local definitivo com Super Bonder, intercalando-as como está mostrado na foto abaixo.
Passagem de nível de madeira
Com um pequeno ponteiro ou prego, faça furos nas pranchas seguindo o alinhamento dos dormentes, para simular os pregos que fazem a fixação das duas partes.
Passagem de nível de madeira
Usando o pó Xadrez, a seco, e um pequeno pincel macio, aplique o pó com bastante intensidade sobre as pranchas.

Tire o excesso de pó Xadrez com os dedos ou com um guardanapo. Para selar a pintura, aplique verniz fosco. Poder ser com pincel ou com spray. Se for usar em spray recomendo o verniz fosco mate da Acrilex, ref. 10972. Não esqueça de proteger os trilhos do verniz, ou limpe-os após a aplicação.

O resultado final é o que você vê na foto abaixo.
Passagem de nível de madeira
A minha intenção foi mostrar uma forma bem simples de fazer a passagem de nível. O conjunto pode ser melhorado colocando uma ou duas pranchas do lado de fora, em ambos os lados dos trilhos, e assim por diante.

Na sequência o ferreomodelista pode inserir as marcas de pneus nas pranchas e no asfalto no local onde os veículos trafegam. Dá para melhorar muito. O que mostrei acima é o básico, o ''caminho das pedras''.

O que vale mesmo é a criatividade de cada ferreomodelista em adaptar os materiais e as técnicas à sua necessidade.
''Terrorista do ferreomodelismo''. É assim que o Balan, um empresário que mora em Curitiba, PR, se denomina.

Mantém o blog Modelismo ferroviário e Construção de Maquetes, onde mostra o andamento da construção de suas maquetes. No blog há link para entrar em contato com ele. Sua primeira maquete encontra-se exposta no saguão da Serra Verde Express, na Estação Rodoferroviária de Curitiba. Fotos de sua segunda maquete, a Siderúrgica Valene, ambientada nos anos 40, podem ser vistas na galeria de fotos do site norte-americano Peach Creek, dedicado a modelistas interessados em maquetes de siderúrgicas.

O Balan está sempre pronto a ajudar modelistas do Brasil e do exterior, orientando nos projetos e execução de maquetes. Em suas maquetes, quando necessário, às vezes deixa de lado a fidelidade ao protótipo em favor do ''deleite visual''.
Portal do Trem: Um site de ferromodelistas para ferromodelistas