Kits plásticos realistas: como montar, pintar e envelhecer
Texto e fotos: Eduardo Perugini
Email: eduperugini@gmail.com
Data: 6/6/2012
Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 1)
Este tutorial mostra como montar, pintar e envelhecer kits plásticos, para parecerem realistas.
CUIDADOS ESPECIAIS
É preciso atenção redobrada ao utilizar estilete e cola. No caso de optar por tinta esmalte sintético, manusear em ambiente arejado. Antes de colar, sempre verifique se a peça se encaixa no local onde será colada. Só depois de aprovado o encaixe, aplique a cola.
Palavras chaves: montagem de kit plástico, pintura, envelhecimento
Nível de dificuldade: médio
Tempo de execução:
  • aproximadamente 3 horas no caso do kit usado como exemplo
Domínio prévio de: utilização de material cortante (estilete) e cola para kit plástico
Lista de materiais:
  • kit
  • tinta à base de água ou esmalte sintético
  • solvente: água no caso de tinta à base de água ou água-raz no caso de esmalte sintético
  • pano tipo perfex (pano de pia)
  • papel toalha absorvente
  • cola própria para kit plástico
Lista de ferramentas:
  • estilete
  • lixa (pode ser de unha)
  • um pincel pequeno e um médio de cerda macia para a pintura
  • pincel pequeno de cerda dura para o envelhecimento

Muitos kits plásticos possuem detalhes que nos encantam e que enriquecem nossas maquetes, dando mais realismo ao cenário e consequentemente trazendo mais satisfação ao modelista. Mas, se não tomarmos certos cuidados na hora da montagem, ficaremos com o kit com aquela ''cara de plástico'' — o que certamente depreciará a peça, escondendo seu verdadeiro potencial — ou até mesmo perdemos o kit por falta de conhecimento na montagem.

A seguir apresento alguns passos e orientações que julgo importantes para uma boa montagem de qualquer kit plástico, com ênfase em construções para ferreomodelismo.

Dicas:

Preparação
  • Antes de qualquer ação, leia atentamente o manual de montagem até o final, observando as peças presas na grade de injeção para se familiarizar com o kit, pois muitos deles lhe darão opções diferentes de montagem e em certos casos até sobrarão peças, dependendo da opção escolhida.
  • Retire as peças da grade de injeção somente quando for utilizá-las. Cada peça possui uma numeração, facilitando a identificação na grade.
Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 2)
  • Ao remover as peças que serão utilizadas, use um estilete e nunca tente tirar com as mãos. Com a ajuda de um estilete e lixa fina, remova as rebarbas da peça.
Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 3)

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 4)
  • Muitas peças levarão pintura. Aconselho a pintá-las antes de remover da grade de injeção. Isso facilita muito!
Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 5)
Pintura

Veja na próxima foto o brilho de uma parede de tijolos. Naturalmente o plástico injetado reflete certo brilho, portanto faremos a seguir um truque simples e eficaz para tirar o brilho e ao mesmo tempo dar a coloração do cimento entre os tijolos.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 6)

Com a ajuda de um pequeno pedaço de pano velho e de boa absorção (pode ser aqueles panos com furinhos utilizados para limpeza doméstica), use tinta à base de água na cor cinza ou de sua preferência e espalhe sobre a superfície de tijolos da parede, tomando o cuidado para que a tinta penetre no vão entre os tijolos.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 7)

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 8)

Em seguida, com a ajuda de um papel toalha, remova com cuidado a tinta que ficou sobre a superfície dos tijolos, tomando o cuidado para não remover a tinta que ficou no vão entre os tijolos.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 9)

O resultado é este:

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 10)
Colagem

Após o preparo desejado da parede, cole as janelas (já pintadas, se for o caso) e também cole os vidros das janelas antes de colar as paredes umas nas outras.

Quando estiver colando os vidros das janelas, redobre sua atenção para não deixar cair cola sobre eles, pois a cola destrói a transparência dos vidros.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 11)

Ao colar as janelas, observe bem sua posição, para que elas não fiquem de cabeça para baixo. Aparentemente elas são iguais em ambos os lados, mas, se prestarmos atenção, muitos modelos possuem diferenças quase imperceptíveis.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 12)

Muitos kits vem com a base de montagem. Cole as paredes uma nas outras, utilizando esta base para que a construção fique no esquadro, facilitando posterior montagem do telhado.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 13)

Geralmente as peças já estão na cor desejada, mas procure pintá-las de tinta fosca, mesmo sendo da mesma cor do kit, para tirar o brilho do plástico. É o exemplo da foto abaixo. Não existe telhado brilhante.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 14)
Envelhecimento

Após tudo montado e colado, aparentemente terminado, vem a parte que julgo mais importante: A ação do tempo!

Seguem algumas orientações para dar mais realismo à construção, colocando pequenas ''sujeiras'' provocadas pelo sol, chuva, umidade, poeira, etc., que todas as construções possuem.

A parte superior da construção, onde estão os rufos e proteções contra a chuva, inevitavelmente escurece pela ação que a chuva provoca na poeira e sujeiras trazidas com o vento e acumuladas com o tempo.

Com a ajuda de um pincel pequeno e de cerdas bem duras, faça uma mistura de tinta fosca marrom, cinza e preta. Nunca use tinta somente preta para este efeito.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 15)

Na parte superior da construção aplique essa tinta, fazendo movimentos como se estivesse ''espetando'' a superfície e nunca fazendo movimentos laterais como se faz normalmente ao pintar.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 16)

Nas paredes faça movimentos de cima para baixo, com pouca tinta no pincel, imitando os escorridos que a sujeira deixa com o tempo.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 17)

O bom resultado se consegue quando quase não há tinta no pincel.

Com esta mesma técnica faça escorridos nos beirais das janelas.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 18)

Alguns pontos podem ser carregados com mais tinta, dando o efeito de umidade excessiva e vazamentos.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 19)

Na parte inferior da construção, faça sujeiras, reproduzindo manchas de respingos de chuva. Nesse local, você vai usar a cor que condiz com o chão. Por exemplo, em chão de terra coloque tinta cor de terra, em chão cimentado coloque tinta mais escura como da foto, e assim por diante.

Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 20)

Em escadas e outros detalhes da construção, faça essa mesma mancha e acima faça pequenos escorridos.

Resultado final
Kits plásticos realistas: como montar e envelhecer (foto 21)

Existem muitas outras técnicas de pintura e envelhecimento, inclusive utilizando aerógrafo, bastão de pastel seco, giz colorido, mas aqui procurei mostrar uma técnica simples e que utiliza materiais que geralmente temos em casa e que conseguimos comprar em simples papelarias e casas de artesanato.

Espero que as dicas dadas ajudem a melhorar seus modelos, acrescentar um pouco mais de conhecimento no hobby e que principalmente lhe traga mais satisfação ao apreciar o resultado final.

Eduardo Perugini é modelista desde os 8 anos de idade, quando seu pai o apresentou ao ferreomodelismo. De imediato apaixonou-se pelo hobby e já começou a modelar sua primeira maquete. Aos 12 anos de idade já fabricava construções ferroviárias na escala HO, fornecendo principalmente para os lojistas Alfredo Lupatelli e Minitec (que na época tinha loja no centro de SP), mantendo naquela época uma equipe de cerca de 8 pessoas na produção de seus modelos.

Hoje, é proprietário da Model Trem Modelismo, que fabrica de peças para detalhamento de maquetes e constrói maquetes completas na escala HO e N.
Portal do Trem: Um site de ferromodelistas para ferromodelistas