Boletim de 4 de outubro de 2013
O maquinista português

Havia um maquinista português tão cuidadoso de sua locomotiva que, sem a sua aprovação, foguista nenhum trabalhava com ele. Certo dia, um tal de Ismael, cara desleixado com a própria aparência, foi determinado para a máquina do português. Com barba de dias, sujo de graxa, foi direto, a fim de fazer vapor na locomotiva.

O português, ao ver o homem subindo à máquina, o interpelou:

— Aonde pensas que vais? Vai primeiro tomar banho e trocar de roupa. Depois podes vir.

(Narrador desconhecido. Leia outras histórias da vida real na página "Causos".)

Estação Internet
Imagem: Blog Lugar
do Trem

Blog do José Alfeo Röhm, ferromodelista de São Carlos, SC. (Clique na imagem para visitar o site.)

Reembolso de imposto em compras no exterior

Já pensou em não pagar o imposto daquela locomotiva que comprou quando foi para o exterior? Isso é possível!

Vários países têm a política de reembolso de imposto ("tax refund") pago por turistas estrangeiros. Estados norte-americanos, Austrália e países da Comunidade Econômica Europeia (CEE) têm essa prática. As regras variam de país para país, mas vale a pena conhecê-las. Por exemplo, no caso de compras na Alemanha você pode ter devolução de em média 10%.

Expresso Portal do Trem
Locomotivas Stadler (sugestão de Fernando da Silva Rodrigues, na lista Ferrovias Paulistas

Documentário em português sobre fabricação, transporte, teste e inauguração das locomotivas suíças Stadler, que operam no trecho de cremalheira entre Paranapiacaba (planalto paulista) e Piassaguera (baixada santista).

Subida em zigue-zague (surfe ferroviário nos Andes)

Província de Chimborazo, Equador. O trem sobe a serra num zigue-zague diferente e passa junto ao Nariz do Diabo, um paredão rochoso.

Veículos na escala HO radiocontrolados!

Já pensou algo assim em sua maquete?

Dica: Identificação de material rodante

A falta de espaço exige às vezes que o material rodante seja guardado em suas próprias caixas. Mas isso cria o problema de como localizar cada locomotiva, carro ou vagão com facilidade. Uma maneira de conseguir isso é colocar etiquetas nas caixas originais. Foi a solução que adotei.

Imagem: Identificação de material rodante
A imagem acima mostra meu material rodante no armário dentro de caixas devidamente identificadas.
Imagem: Identificação de material rodante
Acima as etiquetas que fiz. Foram preparadas no CorelDraw, mas podem ser feitas com outros programas.

(Dica de Luciano Pavloski, Curitiba, PR. O arquivo feito com o CorelDraw pode ser usado a partir da versão 12 desse software e está disponível aqui.)
Colírio ferroviário
Imagem:
Ferrovia abandonada
A foto acima e inúmeras outras podem ser encontradas no site russo DayPic. Clique aqui para ver outras fotos.
Caboose

Agradecemos ao Luciano Pavloski pela dica, ao Fernando da Silva Rodrigues pela sugestão para o Expresso Portal do Trem e ao Lino Elias de Paula por nos lembrar sobre a política de "tax refund" nos países da CEE.

Atualizamos as páginas "Prestadores de serviço" e "Lojas físicas no exterior".

Marcio Redondo (editor@portaldotrem.com.br)

Portal do Trem: Um site de ferromodelistas para ferromodelistas