Boletim de 18 de janeiro de 2013
A Lei de Murphy e o ferromodelismo

Murphy existiu. Foi capitão da Força Aérea dos Estados Unidos. É dele a famosa frase ''Se alguma coisa tem a mais remota chance de dar errado, certamente dará''. Ou, como costumamos dizer de forma abreviada, ''Se algo pode dar errado, dará''. É a Lei de Murphy, que é tão certa quanto a Lei da Gravidade de Newton.

Começamos hoje a apresentar a Lei de Murphy ferromodelística. Nesta aula inicial de direito ferromodelístico veremos os dois primeiros artigos e seus respectivos parágrafos. Continuaremos na próxima semana.

Artigo 1º — Se algo pode sair errado durante a construção de um modelo, sairá errado.

§ 1º — Quando tudo parece encaixar bem, é porque algo está errado;

§ 2º — Modelista que conhece assunto em profundidade é todo aquele que mora em outra cidade;

§ 3º — Todo espaço livre na casa corre o risco de ficar ocupado por caixas e/ou modelos;

§ 4º — O espaço para montagem dos modelos está sempre mais desordenado do que da última vez;

§ 5º — Todo aerógrafo começa a ''cuspir'' no momento menos oportuno;

§ 6º — Quanto mais cara for a ferramenta que comprar, menos irá usá-la.

Artigo 2º — As normas desta lei valem especialmente para as peças perdidas.

§ 1º — A probabilidade de uma peça cair no chão é inversamente proporcional ao tamanho da mesma;

§ 2º — Quanto mais próxima a cor de uma peça com a cor do chão, maior a probabilidade de que a peça caia;

§ 3º — Uma peça que cair no chão se deslocará até a parte mais inacessível do quarto;

Inciso único — Se o objeto que cai é uma ferramenta pesada e/ou forte, esta não cumprirá a Lei, e cairá sobre o pé do modelista.

§ 4º — Por mais que você se mova para encontrar a peça, irá encontrá-la debaixo de seu pé.

(Adaptado pelo Adrian Carlos Pardo, Buenos Aires, Argentina, e traduzida pelo Rafael Fernandes, Curitiba, PR.)

1.500 micro e pequenos traçados!

Está precisando de ideias para uma maquete pequena? Pois existe um site com mais de 1.500 traçados pequenos. É o famoso ''Micro/Small Layouts for Model Railroads''. Felizmente não é preciso ler inglês para entender um traçado. O endereço desse e de vários outros sites em inglês, espanhol, francês e alemão está em nossa página "Sites em outros idiomas".

Mas, se você está procurando algo em português, visite a página "Sites em português".

Trens & Ferrovias 169 e 170
Imagem: Trens e Ferrovias 169

Imagem: Trens e Ferrovias 170
Saíram mais dois DVDs da Trens & Ferrovias. O nº 169 traz imagens de trens da EFVM (Estrada de Ferro Vitória a Minas), da VLI (Vale Logística Integrada) e da MRS na famosa Curva do Cachorro Magro, em Belo Horizonte. Traz também um documentário em inglês que o Discovery Channel gravou sobre a EFC (Estrada de Ferro Carajás).

O nº 170 mostra cenas ferroviárias australianas, nas quais aparecem locomotivas, trens e até imagens antigas da construção de algumas das ferrovias de lá.

Você encontra o endereço da Trens & Ferrovias na página "Produtores".
Trens Lionel quase de presente!!!

O filho chega em casa carregando várias caixas com trens Lionel de coleção, e o pai, que é ferreomodelista, reconhece o material e pergunta:

— Onde conseguiu isso?

O filho responde:

— Acabei de comprar!

— Quanto?

— Me custou 30 reais!

O pai, sabendo do real custo do material, fica surpreso.

— Quem venderia esse material por 30 reais?

— Uma senhora que mora no começo da rua. Não sei o nome dela. Ela me viu passeando de bicicleta e perguntou se queria comprar uns trenzinhos por 30 reais.

— Quem faria um negócio desses? Tem alguma coisa errada!! Vou ver isso agora mesmo!

O pai foi até a casa da senhora, e ela estava tranquilamente trabalhando em seu jardim. Ele se apresentou como o pai do garoto a quem ela tinha vendido os trens e perguntou por que havia feito aquilo.

— Bem... — disse ela — Esta manhã meu marido ligou. Pensei que estivesse viajando a serviço, mas ele fugiu para Miami com a secretária e não pretende voltar. Pediu que vendesse a sua coleção de trens Lionel e lhe enviasse o dinheiro. Então eu vendi!

(Enviada pelo Marcio Hipolito, Santo Andre, SP. Clique aqui para mais piadas.)

Expresso Portal do Trem
Como acender uma locomotiva

No vídeo o Leandro Guidini, da EFPP (Estrada de Ferro Perus-Pirapora), mostra como se acende a caldeira de uma locomotiva a vapor.

Como se constrói uma locomotiva


Minidocumentário sobre construção de locomotivas diesel-elétricas da série Evolution na fábrica da GE, em Erie, nos Estados Unidos.

Na cabine do maquinista de um trem expresso

Maquete ''North East Model Railway'', uma maquete em escala OO ambientada no nordeste da Inglaterra.

Dica: Como disfarçar os preguinhos em grades

Há duas maneiras de resolver o problema daqueles pontinhos estranhos que aparecem em intervalos regulares nos dormentes da maquete: os preguinhos de fixação das grades.

A primeira é radical: remover os pregos! Isso mesmo! Se o empedramento foi feito de modo correto, então as grades estão bem firmes. Você pode remover os pregos. O Balan escreveu uma dica a respeito. (Veja ''Com preguinhos ou sem preguinhos?'' na página "Nossas dicas".)

A segunda é para os cardíacos, aqueles cujo coração não vai aguentar se tiverem de remover os preguinhos. Se você não tem coragem para arrancar os preguinhos, então pinte-os na cor do dormente. Os preguinhos chamam menos a atenção.

Um meio termo é remover os pregos nas retas, mas mantê-los nas curvas, neste caso não se esquecendo de pintá-los.

Colírio ferroviário
Imagem: Esbórnia do Leste
Área na Esbórnia do Leste, que á a parte industrial e de mineração. Na Esbórnia Central fica a sede do Governo, e é mais cosmopolita. A Esbórnia do Oeste, ainda em projeto, terá a zona rural e as oficinas ferroviárias. O Luiz Mendonça é o construtor da maquete, onde é rei, imperador, protetor vitalício e ditador!
Caboose

Agradecemos ao Marcio Hipolito pela piada e ao Luiz Mendonça pela foto do Colírio Ferroviário.

Atualizamos a página "Guia Levi".

Marcio Redondo (editor@portaldotrem.com.br)

Portal do Trem: Um site de ferromodelistas para ferromodelistas