Boletim de 27 de abril de 2012
30 de abril: Dia do Ferroviário

Os ferroviários têm o seu dia: 30 de abril. Mas por que essa data?

É que nesse dia, no ano de 1854, Dom Pedro II inaugurava a Estrada de Ferro Petrópolis, a primeira ferrovia brasileira. Construída por Irineu Evangelista de Sousa, o Barão de Mauá, tinha no início apenas 14 quilômetros, saindo da praia da Estrela, na Baía de Guanabara, e ia até a raiz da serra de Petrópolis. A locomotiva usada na ocasião foi a famosa Baroneza, que recebeu esse nome em homenagem à esposa do Barão de Mauá.

O Portal do Trem presta aqui sua homenagem aos ferroviários do passado e de hoje, cujo trabalho foi e, apesar do rodoviarismo, continua sendo fundamental para o desenvolvimento e progresso do país.

Passeio turístico na Estrada de Ferro Perus-Pirapora
Passeio turístico na Estrada de Ferro Perus-Pirapora

Passeio turístico na Estrada de Ferro Perus-Pirapora
Que tal um passeio ferroviário diferente neste feriado ou num dos próximos domingos? E que tal fazer isso em plena cidade de São Paulo? Isso é possível na EFPP (Estrada de Ferro Perus-Pirapora).

A EFPP foi uma pequena ferrovia particular que funcionou na capital paulista entre 1914 e 1974. Durante 60 anos essa ferrovia com bitola de 60cm serviu na extração de cal e mais tarde na produção de cimento. O material rodante e a via permanente ficaram abandonados até alguns anos atrás, mas desde 2000 o IFPPC (Instituto de Ferrovias e Preservação do Patrimônio Cultural), que é formado por um grupo de preservacionistas, se lançou a recuperar algumas locomotivas, carros, vagões e também a via permanente. Graças a isso, hoje é possível fazer esse passeio.

(Acima pôster de divulgação e mapa enviados pelo IFPPC.)
NYCentral Modeler

Saiu mais um novo número da NYCentral Modeler, uma das várias revistas virtuais gratuitas existentes em inglês. Há dois artigos de interesse para o leitor brasileiro. O primeiro ensina confeccionar cancelas e sinaleiros realistas e operacionais (páginas 22 a 32). O artigo traz inclusive esquema eletrônico para o sinaleiro. O segundo, embora curto, é excelente, tratando da criação de diferentes mini cenários numa mesma maquete (páginas 68 e 69). Tem muitas fotos ilustrativas, por isso, mesmo quem não sabe inglês, pode ter uma boa ideia do que o autor escreveu.

O endereço da revista se encontra em nossa página sobre "Revistas virtuais em outros idiomas".

Maquete, diorama, modelo: você sabe a diferença?

Se ainda não sabe, verifique em nosso "Dicionário de Ferr(e)omodelês". Acabamos de acrescentar esses novos verbetes.

Expresso Portal do Trem
Cilindro de locomotiva diesel-elétrica voa e cai dentro de uma casa! (Comentado pelo Fillie Forster, na lista Ferrovia Global)
Acidente com cilindro de locomotiva.

Mais fotos do acidente em http://talk.newagtalk.com/forums/thread-view.asp?tid=165984&mid=1190655. O texto, em inglês, diz que a locomotiva nº 2699 da Canadian National estava passando pela cidade de Independence, nos Estados Unidos, quando mandou um cilindro pelos ares. (Foto tirada desse site.)

Mas isso não é privilégio dos Estados Unidos. O Ricardo Koracsony disse que isso já aconteceu com ele em Barra do Piraí, RJ.

Busca no Portal do Trem

A partir de hoje você pode fazer busca em todo o Portal. É simples. Basta digitar as palavras que você procura na pequena caixa lá em cima no menu à direita. Como a cada semana vai aumentando o conteúdo existente no Portal, vai ser mais fácil você localizar o material que procura.

Se quiser fazer uma busca mais detalhada, clique no ícone da pesquisa e, quando a nova página aparecer, em ''pesquisa avançada''.

Dica: Traçado de maquete: Túneis (2)

1) Túneis para linhas duplas são naturalmente bem mais largos. Mas não é incomum ver túneis paralelos em linhas duplas. Dê preferência a eles. Há um motivo para isso. Em geral é conveniente criar a impressão de que o túnel é comprido. Um dos meios para conseguir isso é impedir que de um lado se veja o outro. Um túnel em curva para linha dupla precisa ser mais comprido para obter esse efeito, o que muitas vezes exige mais espaço na sua maquete.

Túnel de Botujuru

Túnel em Mendes

(A primeira foto é do túnel de Botujuru, SP, na antiga Estrada de Ferro Santos a Jundiaí. A segunda, tirada pelo Jorge A. Ferreira Jr., é do túnel em Mendes, RJ, na antiga Estrada de Ferro Central do Brasil.)

2) Lembre-se da Lei de Murphy: ''Se alguma coisa pode dar errado, com certeza dará''. Seus trens podem (e vão) descarrilhar dentro de túneis. Então previna-se. Em seu projeto planeje pontos de acesso fácil (por exemplo, uma parte da decoração logo acima dos túneis que possa ser facilmente removida e recolocada) para alcançar o trem descarrilhado um túnel.

(Dica dada por Marcio Redondo, Curitiba, PR)

Colírio ferroviário
Estação de Araraquara, maquete do Joel
Vista diurna da plataforma da estação de Araraquara, na maquete do querido Joel Nunes Prado. Cenas noturnas dessa mesma estação podem ser vistas em nossa página de "Maquetes".

(Foto enviada pelo Joel algumas semanas antes de seu falecimento.)
Caboose

Agradecemos ao Joel pela bela foto do Colírio Ferroviário.

Atualizamos os dados da AMFEC na página sobre "Clubes & associações".

Marcio Redondo (editor)

Portal do Trem: Um site de ferromodelistas para ferromodelistas